O que é ser crismado

A Crisma vem para exigir de nós uma vida segundo o Espírito. É cultivar a espiritualidade. Nos compromete com a finalidade ao projeto de Jesus Cristo e vida em comunidade. Leva-nos a cada vez mais viver nossa vocação no mundo, buscando encontrar nossa identidade, integrando de forma harmônica a nossa relação com o outro e com Deus.

Ser crismado é receber o dom do Espírito de Cristo. São estas as palavras que o bispo dirá, ao impor as mãos sobre a cabeça do crismando e ungindo-o: “Recebe por este sinal o dom do Espírito Santo!”

Ser crismado exige conversão intensa, é voltar-se de todo coração para o Deus vivo.

Ser crismado é tornar-se um cristão adulto na fé, um cristão que deixa de ser um católico só “de boca”, alienado, inseguro, infantil, que só pensa em si, que nada sabe dar, porque nada tem a dar! O crismado assume sua fé e sabe testemunhar, com palavras e obras, sua adesão a Cristo.

Ser crismado é tornar-se um membro responsável e atuante em sua comunidade eclesial. Ele não é “mais um na Igreja”, um daqueles católicos anônimos ou parasitas que da Igreja só sabem receber, mas é um leigo que sente, ama, defende e ajuda a Igreja de Jesus Cristo, como sua Igreja. A comunidade cristã pode contar com ele, em todas as horas.

Ser crismado é tornar-se apóstolo, profeta e missionário de Jesus Cristo. Ele é um sujeito que entendeu que Cristo, os outros, o mundo precisam dele; que disse “sim” ao chamado de Cristo e à missão que ele confiou à sua Igreja. O crismado é alguém que está disposto a denunciar todo mal e injustiça que oprime o homem e a sociedade, a defender os pobres e os pequenos, a anunciar a todos o evangelho e a libertação de Jesus Cristo.

Ser crismado é deixar-se amar e permitir a realização do Plano de Amor do Pai em sua vida.

Assim, a Crisma nos une mais solidamente a Cristo, aumenta em nós os dons do Espírito Santo, torna mais perfeita nossa vinculação com a Igreja e, ainda, nos dá uma força especial do Espírito Santo para difundir e defender a fé pela palavra e pela ação, como verdadeiras testemunhas de Cristo.

Resta agora uma pergunta: “Você está preparado para ser crismado?”

Fontes: Catecumenato Crismal, de Lúcio Zorzi, Ed. Paulinas. Crisma – O sacramento da responsabilidade, de Carmem Galvão e Antônio Galvão, Ed. Ave-Maria.

About these ads
Esse post foi publicado em Formação e Informação, Para Crismandos e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s